Luiz Gustavo Guimarães - Curso de Oratória, Consultorias e Palestras

Você tem dificuldades para fazer apresentações e não sabe o motivo?

Veja este artigo e descubra como dar comandos do jeito certo para fazer seu público participar mais.

Por Luiz Gustavo Guimarães dia em Blog

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Você já se apresentou e sentiu que a plateia não participava? Isso te deixou desconfortável em lidar com o público?

Fique comigo, vou explicar porque algumas pessoas não participam, não interagem em sua fala e o que fazer para ter um resultado melhor com a equipe.

Antes, me faz uma gentileza, veja quantas vogais tem a palavra: “livro”. Pronto, agora que já contou e chegou a resposta (2), posso continuar, não sei se percebeu, mas você seguiu um comando. Mesmo não me conhecendo direito, mesmo sem saber o motivo, muitas vezes até sem pensar, mas nós, seguimos orientações.

E sempre que estiver a frente, você pode utilizar isto a seu favor, mas não no sentido de mandar, apenas de pedir a participação dos demais, pois muitas pessoas estão dispostas a ajudar, desde que saibam o que precisa ser feito.

Em muitos momentos o grupo não interage porque não sabe como fazer, porque você não foi didático ao explicar o que espera dos integrantes durante a sua fala. Você pode direcionar uma pergunta a alguém que te observa mais atentamente, pedir o exemplo de outro que já passou por situação semelhante ao que você acaba de comentar. Se tiver alguma ideia de dinâmica em grupo e necessita que todos fiquem de pé, basta pedir para se levantarem. Pode parecer simples, mas na prática ao estar à frente de uma equipe, muitos não pedem nada ao público, porque acreditam que incomodarão e aí que erram, pois as pessoas ficam em sua zona de conforto e sua fala, passa a ser tão comum como a de outros e aos poucos vai “perdendo” a atenção.

Pare de receio, peça a ajuda das pessoas, muitos querem ajudar, pois acabam se sentindo úteis, sentindo que fizeram parte daquele momento, independente se te conhecem ou não. Desde que o comando seja pedido e não mandado. Quando eu digo, que você “tem” que fazer algo, soa rude, pesado, porém ao dizer, que preciso da sua ajuda por exemplo, dá uma sensação de que você é importante, isso muda tudo.

Assim, seguindo esta orientação e aprendendo a dar comandos, sendo dinâmico, didático e conduzindo a sua apresentação, você terá resultados muito melhores. Lembre-se, você está a frente, está com o poder da palavra, ou seja, “é sua hora”, você tem um “poder” que os ouvintes não possuem, aproveite isso de maneira tranquila, natural.

Falar em público é um grande privilégio, ao usar esta ferramenta, você “quebra o gelo”, deixa as pessoas mais à vontade para participarem, surgem mais ideias e o clima fica mais amistoso e agradável.

Se fez sentido pra você este conteúdo, aproveite para compartilhar aos amigos e caso você queira mais artigos para aprimorar a sua comunicação, baixa agora mesmo o meu e-book, Fale em Público Já, gratuitamente.

Forte abraço e boa falas.

CLIQUE AQUI E BAIXA GRATUITAMENTE O E-BOOK

E já que acabou esta leitura, continue no blog. Sugiro que veja agora: "Conheça estas 3 pessoas e dobre seus resultados."

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: