Luiz Gustavo Guimarães - Curso de Oratória

Para onde olhar?

Um problema que muitos enfrentam numa apresentação em público é não saber como e para onde, direcionar o seu olhar.

Por Luiz Gustavo Guimarães dia em Falando em Público

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Já começou uma apresentação se perguntando para onde deveria olhar?

Sente-se incomodado em encarar o público?

Bom, sou Gustavo Guimarães, palestrante e treinador, mas antes disso, me vi inúmeras vezes com as mesmas dúvidas que você. E após 12 anos atuando à frente das pessoas, vou lhe falar como resolver estes problemas.

Primeiro, vamos falar de uma conversa, de um bate papo, como você se sente quando alguém fala contigo e não olha nos seus olhos? Numa entrevista de emprego, provavelmente já te disseram para não ficar olhando pra baixo ou desviando o olhar de quem conduz a entrevista não é mesmo?

Antes de pensar num público, vale entender que olhar nos olhos das pessoas, passa confiança. E este é o principal ponto. Fora isso, passa simpatia, respeito e atenção.

Quando precisei me expor ao público com mais frequência em minha vida, recebi o pior conselho relacionado ao olhar. Me disseram para imaginar um pontinho no fundo da sala e falar olhando para aquele pontinho. Veja só que insano isso, e o pior, eu testei esta ideia absurda, há há há, pra nunca mais na vida fazer isso, foi medonho. Parecia um robô, falando pra nada e pra ninguém, acho que as pessoas só não saíram da sala de dó rs... Então, primeira lição, não cometa este meu erro, ok?

Considerando que falar em público é consequência de uma conversa, de um bate papo, pense numa roda de amigos, se você tem três pessoas a sua volta, você naturalmente conversa, olhando pra cada uma delas de vez em quando, simples assim. Ao falar com uma plateia a tática é a mesma e pronto. Olhe para algumas pessoas, mantenha ali o olhar por um período até terminar uma linha de raciocínio ou uma frase, depois, olhe para outro lado, outras pessoas, de vez em quando, fale diretamente com alguém, mas sem deixa-la intimidada, de maneira natural, como se você estivesse dando um conselho, e novamente, após concluir um pensamento, olhe para outro grupo de pessoas, vá “passeando” com seu olhar para toda a plateia, não fique muito tempo sem olhar para um grupo de pessoas, se não, poderão se sentir excluídos.

Se lembre sempre que aquilo não é um programa de TV pra você olhar apenas para um lugar, como se fosse uma câmera, e que você também não está gravando um vídeo seu e principalmente, entenda que você está se comunicando com outras pessoas e que o olhar é o primeiro ponto de conexão pra isso, nada adianta você ter o melhor discurso, entender todo o conteúdo que tiver pra passar, se você não se conectar. Nada de olhar pra baixo, olhar para o vazio, desviar o olhar dos que te observam, isso passa insegurança e não demonstra simpatia com quem está ali junto contigo.

Talvez nas primeiras apresentações você ache esquisito e não fique muito à vontade, mas já lhe adianto que é perfeitamente comum, você precisa treinar esta nova maneira de se expor e com certeza logo logo perceberá o retorno das pessoas, reconhecimento pelo seu esforço e assunto abordado e terá uma sensação de paz e tranquilidade, entendendo que falar em público, nada mais é que uma conversa, a diferença é a quantidade dos que te ouvem de uma só vez.

Fez sentido pra você a importância do olhar? Se conhece alguém que também passa por isso, por favor compartilhe. Se precisa de mais dicas para se sentir mais confiante em suas falas em público, então baixe grátis agora mesmo o meu e-book Fale em Público Já e boas apresentações.

BAIXE AQUI O SEU E-BOOK

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: