Luiz Gustavo Guimarães - Curso de Oratória, Consultorias e Palestras

Informação não é conteúdo. Aprenda a cativar seu(s) ouvinte(s).

Veja a diferença entre informação e conteúdo. E a partir daí, como cativar o seu grupo.

Por Luiz Gustavo Guimarães dia em Blog

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Já reparou que têm pessoas que falam demais, mas não “dizem” nada? E você já se sentiu inseguro por falar algo e não ser compreendido?

Vou lhe explicar o motivo disso e como cativar quem lhe ouve, sendo uma pessoa ou várias.

Já há alguns anos e cada vez mais, somos bombardeados por inúmeras informações à nossa volta, pelas redes sociais, tv, sites, jornais, rádios, amigos, colegas de trabalho, faculdades, família e por aí vai...

Sabendo que isso acontece para a maioria das pessoas, podendo gerar estresse e irritação no dia a dia, como algumas pessoas parecem se manter neutras, sem se desesperar enquanto você está prestes a perder seus cabelos, não é mesmo? Rs

E outra, como alguns ainda conseguem manter uma conversa saudável, que nos dá gosto de participar ou falar com mais pessoas numa reunião sem nos dar sono?

Eles entendem uma coisa, que informação não é o mesmo que conteúdo. E isso, basta para um bate papo ou um treinamento. Acompanhe comigo estes exemplos:

1)      Seu amigo Luiz, chega e lhe diz para assistir o filme que acaba de estrear no cinema, porque é ótimo e você vai gostar.

2)      Seu amigo Gustavo, chega e também indica o filme, mas ele diz que o filme é sensacional, efeitos especiais fora do comum, o ator principal, que participou também dos filmes “a”, “b” e “c”, se superou neste filme, a atriz “tal”, tava demais, provavelmente vai ser indicada ao Oscar... Tem uma cena, que você não vai acreditar, eles estavam fugindo em alta velocidade, a estrada no meio do deserto, de repente eles freiam bruscamente e sabe por que? Pra apreciarem o sol se pondo de um lado e a lua nascendo do outro, eles se beijam apaixonadamente, parece que o tempo para e eles curtem cada segundo, até que voltam acelerar e partem ao destino...

 -----

Viu a diferença? Até eu que escrevi, estou doido pra ver este filme agora há há. Apesar do filme ser o mesmo, no exemplo “a”, o Luiz apenas passou uma informação, mesmo numa conversa, parece algo feito por protocolo, parece que falou por falar, mesmo gostando do filme, se a pessoa lhe passa informação, não conecta, não faz sentido, é só mais uma, de tantas outras que você recebe por dia.

No exemplo “b”, alguns detalhes, fazem a diferença, a empolgação, narrar uma parte que mais lhe chamou a atenção, alguns dados extras, à respeito dos atores em outros longas para dar ênfase às suas competências, enfim, neste exemplo, você realmente acredita que o Gustavo assistiu, você pode até não gostar do filme, mas você não tem dúvida de que ele sabe do que está falando, em outras palavras, ele demonstrou ter conteúdo.

Informações passadas, geram dúvida, não conectam pessoas ao que você diz. Não só numa conversa, como também num treinamento, reunião, trabalho na faculdade ou venda, pense em passar aos seus ouvintes conteúdo, deixe claro que você tem base, dê exemplos, conte história que viveu, o que mais chama a atenção, dados extras que fortaleçam sua fala e principalmente, brilho no olhar, sua empolgação trará um peso ainda maior ao que precisa transmitir.

Lembra de alguém que possa se interessar por este tema? Então, compartilhe, você a ajuda e me ajuda.

Me chamo Gustavo Guimarães, palestrante e lhe desejo cada vez mais, uma fala saudável e tranquila.

Abraço, e boas apresentações.

 ---------------

Continue no blog para outros artigos interessantes. Minha sugestão para agora é: O que você fala, não interessa.

 

Ah, outra coisa, recentemente lancei o meu curso de oratória (on line): "Fale em Público Já!" e LIBEREI 2 aulas grátis.

CLIQUE AQUI PARA TER ACESSO ÀS AULAS GRÁTIS.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: